Brook Preloader

Blog

Supermercado deve indenizar clientes após abordagem despreparada de segurança

Supermercado deve indenizar clientes após abordagem despreparada de segurança

Tendo em vista o alto índice de criminalidade em nosso país, shoppings, lojas e rede de supermercados têm investido cada vez mais em segurança, seja contratando empresas do ramo (segurança pessoal) ou instalando itens de segurança, por exemplo, câmeras e sensores de barreira.

No mais, a implantação de sistemas de segurança para coibir a prática de furtos faz parte da atividade empresarial, tendo se tornado um investimento das empresas pelo qual assumem os riscos e são objetivamente responsáveis.

Por óbvio, itens de segurança podem falhar, mas, principalmente, o ser humano seja o mais falho na maioria dos casos, isto é, os “seguranças” não possuem traquejo e jogo de cintura para lidar com as situações e acabam por fazer abordagens desproporcionais e vexatórias aos consumidores.

Nesse sentido, uma rede de supermercados foi condenada a indenizar em R$5 mil duas mulheres, abordadas pelo segurança do estabelecimento após realizarem suas compras, sob alegação de que o alarme antifurto tenha sido acionado quando elas passaram por ele.

De acordo com as mulheres, a abordagem e revista ocorreu de forma abusiva e desproporcional causando vergonha diante de vários consumidores que presenciaram o fato.

Por fim, o juiz entendeu que independentemente de a abordagem ter sido amistosa ou não o simples fato de terem sido submetidas de forma pública à exposição de alarme sonoro e revista é suficiente para garantir-lhes o direito à reparação.

Fonte: https://aplicacao.aasp.org.br

Acompanhe nossos canais e tenha acesso a conteúdos relevantes todos os dias.

Daniel Dopp (Sócio – Rosendo, Dopp & Dolata Advogados)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *