Brook Preloader

Blog

Síndico profissional – profissionalizar é preciso!!!

Síndico profissional – profissionalizar é preciso!!!

Em recente pesquisa, realizada pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e
Condomínios de São Paulo (AABIC), foi identificado à existência de aproximadamente 58 mil
condomínios registrados e legalizados no estado de São Paulo. Desses números, foi observado
que na região metropolitana há em torno de 31 mil condomínios e na capital 27 mil.

Diante disso, é notável a importante movimentação financeira e econômica gerada pelos
condomínios, pois, criam muitos empregos, contratam muitas empresas prestadoras de
serviços, pagam muitos impostos, além de contribuir para o desempenho da indústria de
construção civil que cresce na mesma velocidade em que crescem as construções de
condomínios.

A pesquisa apontada, além de gerar números expressivos, desperta também a reflexão sobre a
necessidade de profissionalizar a gestão dos condomínios, pois, devido ao crescimento
quantitativo e a tendência de que as pessoas possuem cada vez menos tempo para se
“preocuparem” com problemas do dia-a-dia de um condomínio, apura-se que, o desafio esteja
em como gerir competentemente tais problemas.

Diante disso, surge a figura do Síndico Profissional que poderá ser corporificado por meio de
uma pessoa física ou de uma pessoa jurídica, com qualificação e conhecimento profissional
inerente às atividades condominiais de gestão, as quais englobam (relações interpessoais
profissionais, mediação de conflitos, técnicas de negociação, transparência na relação,
conhecimentos jurídicos, responsabilidades por ações e omissões, gestão de pessoas,
prestação de contas – financeira e de desenvolvimento de trabalho, entre outras…).

Assim, os condomínios podem ser considerados como verdadeiras “empresas” e não há mais
espaço para Síndicos “tradicionais” (amigos de alguns, inimigos de outros, que acumulam
funções de síndico, zelador, porteiro, eletricista, encanador, professor, babá, etc…), haja vista
que, a exigência do cotidiano tem demonstrado que PROFISSIONALIZAR É PRECISO!

Um condomínio é uma pessoa jurídica que possui direitos e deveres, e que, necessariamente
deverá estar bem representado na pessoa de seu Síndico, pois, tais direitos e deveres poderão
refletir diretamente ou indiretamente nos condôminos que lá residem.

Portanto, a mão de obra especializada de um Síndico Profissional não pode ser encarada como
despesa para o condomínio, de modo que, o despreparo de muitos “aventureiros” que
aceitam e são eleitos Síndicos (não profissionais) oneram de forma substancial a vida saudável
de um condomínio, seja por uma economia “burra” como, por exemplo, uma peça de elevador
que um Síndico (não profissional) queira retificar por sua conta e risco, visando economizar
(R$) do condomínio, porém, acontece um acidente com o elevador reparado pelo Síndico e,
alguém se fere ou morre. Imagine o tamanho do problema e prejuízo que o condomínio
poderá enfrentar por causa de uma atitude de um Síndico (não profissional), e esse, é apenas
um exemplo de problema que faz parte do dia-a-dia dentro de um condomínio.

Felizmente (ou infelizmente para alguns), não há mais espaço para pessoas desqualificadas no
mercado de trabalho, e nos condomínios não pode ser diferente, a qualificação de um Síndico
Profissional poderá fazer toda a diferença, especialmente, por conta de sua qualificação e
expertise, poderá antever situações e tomar atitudes que possam evitar problemas
futuramente (o bom e velho ditado “é melhor prevenir do que remediar”).

A implementação da cultura do “prevenir” é melhor do que “remediar” ainda é pouco aceita
em nossa cultura (brasileira). No entanto, políticas de prevenção “compliance” dentro de
condomínios é uma tendência real e os números de satisfação têm sido substanciais.
Consequentemente, vale a pena refletir sobre o tema e verificar se, de fato, a contratação de
um Síndico Profissional não é a melhor saída para o seu condomínio.

Afinal, contratar mão de obra especializada de um Síndico Profissional é ter a certeza de que o
seu bem (condomínio) contará com o respaldo necessário para garantir a Saúde, Segurança e o
Sossego tão esperado e desejado pelos condôminos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *