Brook Preloader

Blog

Moradora xinga síndico e é condenada por racismo

Moradora xinga síndico e é condenada por racismo

A situação ocorreu dentro de um condomínio na cidade de Governador Valadares em Minas Gerais, quando o síndico resolveu retirar as tomadas de energia elétrica que ficavam em um dos corredores do condomínio, para solucionar um problema que afetava o edifício inteiro.

No caso, a moradora indagou o síndico sobre o que havia feito e foi orientada por ele a procurar seus direitos na justiça. Nesse momento, a moradora iniciou as ofensas insinuando que o síndico ganhava vantagens proibidas e, ainda, o chamou de “negro safado, negro à toa”.

Em seguida, o síndico acionou a polícia militar e elaborou boletim de ocorrência sobre o fato que, inclusive, contou a presença de uma testemunha que confirmou toda a situação informando que a moradora se dirigiu ao síndico “de forma afrontosa”, referindo-se à sua raça como forma de ofendê-lo.

Dessa forma, o processo criminal foi instaurado e a moradora foi condenada a 1 ano e 10 dias de prisão, por ofensas discriminatórias e racistas (injúria racial) contra o síndico. Não conformada com a sentença, a moradora recorreu ao Tribunal, porém, nada adiantou, pois, a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ/MG) manteve a sentença de primeira instancia.

Destaca-se que, a figura do síndico significa muito mais do que um mero representante do coletivo (condomínio), por traz desse “papel” existe um ser humano e que, sobretudo, merece o devido respeito pela carga de responsabilidade que carrega em prol do bem comum da coletividade condominial.

Link: https://www.sindiconet.com.br/informese/racismo-noticias-juridico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *